24/06/2022, 08h18 Foto: Marcos Ribolli

O São Paulo quebrou uma invencibilidade de 19 jogos do Palmeiras, venceu o rival por 1 a 0 na noite desta quinta-feira, no Morumbi, e abriu vantagem nas oitavas de final da Copa do Brasil. Apenas três dias depois de ter sofrido uma virada traumática nos acréscimos diante do mesmo rival, pelo Brasileirão, o Tricolor se recuperou, dominou a maior parte do jogo e vai para o jogo de volta podendo empatar para ir às quartas. Patrick fez o único gol de um clássico brigado, com reclamações de arbitragem (principalmente por parte do Verdão) e algumas discussões. Enquanto o São Paulo se recupera rapidamente, o Palmeiras perde uma longa série invicta que vinha desde 9 de abril, dia de uma derrota para o Ceará. (leia mais abaixo)


Como fica?

Palmeiras e São Paulo fazem o jogo de volta das oitavas de final no dia 14 de julho, às 20h (de Brasília), no Allianz Parque. O Tricolor vai para o duelo com a vantagem do empate, enquanto o Verdão precisa vencer por dois gols de diferença para avançar no tempo normal – vitória por um gol leva a decisão para os pênaltis. (leia mais abaixo)


Fim da invencibilidade

O Palmeiras estava a um jogo de empatar uma série invicta obtida com Vanderlei Luxemburgo, em 2020. No entanto, em jogo abaixo da média, perdeu após 19 jogos e viu apenas sua quarta derrota no ano, a segunda para o São Paulo (Chelsea e Ceará também venceram o Verdão). O time, porém, saiu reclamando da arbitragem de Raphael Claus por uma possível falta não marcada em Dudu no lance anterior ao do gol do São Paulo.


Preocupação

O zagueiro Arboleda deixou o jogo chorando no segundo tempo após uma queda feia em disputa com Rafael Navarro. O equatoriano "virou" o tornozelo e já preocupa o São Paulo. A suspeita inicial é de rompimento de ligamentos.


Primeiro tempo

O roteiro do primeiro tempo foi semelhante ao do clássico de segunda-feira, com o São Paulo se impondo e o Palmeiras se defendendo – mas, desta vez, sem a força que mostrou para contra-atacar e criar chances. O Tricolor conseguiu “encaixotar” o Verdão na maior parte do tempo e assim se aproximou do gol: Calleri, de cabeça, exigiu grande defesa de Weverton. Pressionando e brigando mais, o São Paulo foi recompensado aos 30 minutos, quando Patrick ganhou de Gustavo Gómez, invadiu a área e bateu sem chances de defesa – o Verdão chegou a reclamar de uma falta em Dudu no início do lance, mas o gol foi validado pelo árbitro Raphael Claus. Depois, o Tricolor continuou insistindo em busca do segundo, enquanto o rival mal levou perigo ao goleiro Jandrei. Foram seis finalizações do São Paulo contra uma do Palmeiras.


Segundo tempo

Assim como na segunda-feira, o Palmeiras permaneceu mais com a posse de bola e controlou o ritmo da partida na etapa final. Porém, ao contrário do duelo pelo Brasileirão, o São Paulo conseguiu manter a intensidade na marcação e segurar o resultado. Ainda no início, Gustavo Gómez acertou o travessão em uma jogada despretensiosa. Já Gustavo Scarpa levou perigo em chutes de fora da área, o último aos 50 minutos. Do lado Tricolor, Rodrigo Nestor perdeu chance aos 31, após grande jogada de Igor Vinicius. Desta vez, não houve reviravolta nos acréscimos. (leia mais abaixo)


Próximos jogos

O Palmeiras vai à Ressacada enfrentar o Avaí no domingo, às 16h (de Brasília), enquanto o São Paulo recebe o Juventude também no domingo, às 18h, no Morumbi. Os dois jogos são válidos pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro.


Fonte: Globo Esporte

Entre para nosso
Grupo WhatsApp

Fique sempre bem informado sobre as últimas notícias!